quarta-feira, 5 de agosto de 2009

muitoloco

A minha preocupação é com a sorte, não com o azar.
O azar é sempre previsto.
Mas a sorte tras a pior das coisas: a desestabilidade da alegria.
Preciso me exercitar e preciso pensar também.
Cansei dessa tecnologia, mas ela não se cansou de mim ainda.
Vou ter realmente que fugir, desculpem.

Um comentário:

Júlia D'Alessandro disse...

seria tão bom se tudo o que nos desestabilizasse trouxesse consigo a alegria.