terça-feira, 31 de maio de 2011

Somos

Eu sou o começo de tudo
uma faca afiada que corta rente
e sangra

sou uma conversa espatifada
um orgulho em devaneio
alma sobreposta até não caber mais

Sou teus olhos fechando

Sou aquele abraço apertado da despedida
aquele velho ditado, frio na barriga
sou amor guardado de longa data dentro de mim

Sou a tua delicadeza

Sou você, e não parto porque quero
vou-me pois é hora
hora de ir



PS: Incorporei essa na introdução de um projeto musical meu que você pode acompanhar por aqui http://soundcloud.com/baloubet e que pode ser ouvida a seguir

Baloubet - Intro by Baloubet

5 comentários:

Gustavo Pavan disse...

muito boa a música, e o texto nem se fala. Parabéns Léo!!

Pedro Inácio disse...

acerto a mão dessa vez hein menino. muito bom. muito mesmo. parabéns.

enD disse...

Léo, caraaaalho.


Amei o texto e a música, MESMO.


Parabéns!!

Julia disse...

me lembrou gita, do raul... faz sentido?

Trajetória da vida disse...

Léo..muito massa..parabéns cara!