segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Contrário de mim

Se me desculpei, foi porque quis xingar.
Se xinguei, foi porque quis me desculpar.
Eu sempre faço ao contrário, e é sempre o contrário do contrário que me persegue.
Mas se eu não ri, também não chorei.
Eu nunca choro. Talvez seja por isso que tudo fica preso aqui.
Mas se eu ri, eu quis quebrar o mundo.
Quis me quebrar, e te quebrar comigo.
Eu sempre quis te levar pra qualquer lugar que eu fosse.
Se eu xinguei, foi porque quis fingir que estava tudo bem.
Merda!

5 comentários:

Anônimo disse...

xingar*

Ana Luísa disse...

:S

Baloubet disse...

:X

Anônimo disse...

garoto feliz contente e saltitante :D
adivinha quem é? HAHUAHUA

déborah disse...

e por que não está tudo bem? D: