segunda-feira, 3 de março de 2008

"Possibilidades", eu adoro essa palavra. Outra bem legal é "Opções". Cria um certo clima de liberdade, né? Acho que a diferença primordial entre as duas é o simples acaso. Existem possibilidades de várias coisas acontecerem, ao acaso, você não escolhe. Logo o contrário óbvio é a escolha, a opção. A vida do ser humano pensante é marcada por centenas de possibilidades e opções. As possibilidades são normalmente seguidas por um súbito olhar de "eu não acredito". Pra mim as opções são sempre seguidas de um "e se eu pudesse voltar no tempo".
Hoje estou cercado de possibilidades, irreversíveis até certo ponto. Opções? Quase nenhuma, e eu me sinto realmente feliz por causa disso. Obrigado.
E, quando tiver possibilidade, volte aqui!

Um comentário:

culas disse...

Poderia eu possibilitar uma possível e pequena passagem pelos primórdios da primitividade. Porém, eu posso, primeiramente, promover promessas para poder pulsar.

Possibilidades...